Canoinhas realiza ações de Proteção à Crianças e Adolescentes

Por Redação 17/05/2021 - 16:36 hs
Foto: IMAGEM DA INTERNET
Canoinhas realiza ações de Proteção à Crianças e Adolescentes
ILUSTRAÇÃO

O Governo de Canoinhas, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e do Núcleo Municipal de Educação Permanente do Suas (Numep Suas) de Canoinhas, realizam nesta terça-feira, dia 18 de maio, campanha alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi definida pela Lei Federal 9.970/2000 e tem por objetivo sensibilizar as famílias e a sociedade a respeito do assunto.

A campanha em Canoinhas destaca a realização de atividades conjuntas dos serviços de assistência social e conselho tutelar com a utilização de materiais como adesivos e cartazes que foram distribuídos em instituições públicas e privadas do município, instalação de outdoor na Avenida Expedicionários, no Campo d’Água Verde, e gravação de vinhetas que abordam o tema e já estão em divulgação em rádio.

“A campanha destaca a necessidade da sociedade em saber que situações de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes acontecem no município para então prevenir novas ocorrências”, comenta Leila Santos, coordenadora do Numep Suas.

 

Responsáveis pela organização das atividades desta campanha, a psicóloga Eduarda Miranda Brandes Carvalho, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), explica: “pensamos que violência sexual só acontece longe de nós, mas ela está mais perto que imaginamos. O abusador geralmente é uma pessoa acima de qualquer suspeita. É importante desde cedo estabelecer um vínculo afetivo seguro com as crianças, assim, elas se sentirão confortáveis para contar quando algo suspeito aconteça”.

 

Eduarda lembra ainda que é preciso ensinar as crianças e adolescentes a proteger o próprio corpo, prestar atenção em alguma aproximação que as faça se sentirem diferentes, estranhas. “E, principalmente, os adultos precisam acreditar quando as crianças relatam que estão sofrendo violência sexual. E precisam prestar atenção quando as crianças e adolescentes dão indícios de que esta violência está acontecendo. E estes adultos somos todos nós”.

 

A conselheira Lucimeri Santi, do Conselho Tutelar, alerta que infelizmente a grande maioria dos casos não são denunciados: “essas campanhas nos fazem lembrar da nossa obrigação em denunciar os casos suspeitos para tirar nossas crianças e adolescentes da situação de violência”.

 

A secretária de Assistência Social, Zenici Dreher Herbst, reforça que existe uma rede de proteção às crianças e aos adolescentes em situação de risco e que as pessoas devem buscar ajuda e orientações pelos telefones do Conselho Tutelar (47) 99966-8800, Creas (47) 3622-8264 e disque 100.

 

Esquecer é permitir, lembrar é combater, essa luta também é sua, denuncie.