Vereadores de Canoinhas cobram explicações da WestRock sobre a expansão

Por Redação 30/04/2020 - 12:48 hs
Foto: Divulgação
Vereadores de Canoinhas cobram explicações da WestRock sobre a expansão
Presidente da Câmara, Paulinho Basílio, em visita ao canteiro de obras em 27/02. Arquivo

                Após o anúncio oficial do primeiro caso de Covid-19 na cidade de Três Barras, sendo um funcionário da obra de expansão da WestRock, os vereadores de Canoinhas, já na sessão de terça-feira, 28, aprovaram requerimento direcionado ao Gerente de Relações Governamentais da empresa, José Sawinski Junior. Os vereadores solicitam diversas informações sobre quais as providências serão tomadas no projeto de ampliação a partir de agora.

                O requerimento será encaminhado pela Comissão Parlamentar Especial de Fiscalização e Enfrentamento ao Covid-19, que foi instituída pela Câmara de Vereadores, e é presidida pelo próprio presidente da casa, Paulinho Basilio. “Também somos agentes de fiscalização, e cumpriremos o nosso papel”, comentou o presidente. Está sendo solicitado à WestRock dados como o número de trabalhadores que vieram de fora da comarca de Canoinhas, qual a proposta da empresa para os próximos 90 dias, e de que forma estão realizando a quarentena.

                O requerimento também solicita que a empresa WestRock possa rever temporariamente a obra de expansão, por se tratar de construção civil e não serviço essencial, prorrogando por mais 30 dias a vinda de novos trabalhadores.

                Outra solicitação que traz no requerimento é que os órgãos competentes, principalmente autoridades sanitárias, sejam comunicadas imediatamente quando chegarem trabalhadores de fora do município, informando qual o meio de transporte utilizado e os procedimentos adotados com a finalidade de garantir estratégias de prevenção da transmissibilidade do vírus no âmbito do Município.

                Também foi sugerido que a empresa reveja as medidas de prevenção, adotando critérios que garantem efetividade no distanciamento social de 1,5 ou 2 metros entre as pessoas, com redução de no mínimo 50% da capacidade de pessoas por alojamento.

                Os vereadores também sugerem no requerimento que a empresa garanta publicidade dos meios de contato para denúncias em caso de descumprimento das recomendações fora do horário de expediente. “O que estamos preocupados, quanto subcomissão da saúde, é justamente a quantidade de pessoas por alojamento. Como que se mantém 30 pessoas em um alojamento mantendo o distanciamento social necessário”, questionou a vereadora Zenici Dreher.

                Já o vereador Coronel Mário lembrou que na visita que alguns vereadores fizeram na WestRock foram apresentados os planos para o combate ao Covid-19, mas com um caso confirmado o planejamento deve ser modificado. “Agora o cenário mudou, com esse caso novas estratégias devem ser adotadas. E tenho certeza que por parte da empresa eles já devem estar adotando protocolos diferentes”, comentou Coronel Mário.

                Já o vereador Paulo Glinski lembrou da importância da fiscalização, por parte da empresa, para que os colaboradores que venham de outros municípios possam ficar em quarentena, conforme traz os protocolos. “A empresa também terá que ter um comprometimento muito forte de vir fiscalizar os alojamentos onde esses colaboradores estão. Isso não é uma medida discriminatória, mas o vírus, se chegou na nossa região, chegou por alguém que veio de fora. Ainda estamos em tempo de monitorar essas pessoas para que elas efetivamente cumpram suas quarentenas”, finalizou o vereador.