Mais de 40% dos casos de COVID-19 em UTI`s na rede pública de SC é de menores de 50 anos

Governador confirmou que 235 pessoas estão positivadas para o coronavírus.

Por Redação 31/03/2020 - 18:52 hs
Foto: Reprodução/Youtube
Mais de 40% dos casos de COVID-19 em UTI`s na rede pública de SC é de menores de 50 anos
Coletiva de Imprensa - 31-03-2020

Mais de 40% dos internamentos em Unidades de Terapia Intensiva, UTIs, por COVID-19 na Rede Pública de Santa Catarina é de pessoas com menos de 50 anos. Os dados foram divulgados pelo governador Carlos Moises nesta terça-feira, 31, durante coletiva de imprensa realizada no final da tarde. Santa Catarina teve um aumento de 7% nos casos confirmados de COVID-19. Agora o estado contabiliza 235, dos quais, 22 estão na forma grava da doença, cerca de 10% dos casos. A curva de fatalidade permanece estável com 2 óbitos.

                O governador destacou que o crescimento é pequeno, já que saiu de 219 ontem, para 235 hoje. Além disso, também comemorou a baixa taxa de letalidade em Santa Catarina, o que tem demonstrado que o sistema de saúde está conseguindo tratar a doença.


                Hoje são 118 homens e 117 mulheres confirmados com coronavírus. Moisés também divulgou o perfil da população infectada e demonstrou que no estado o vírus também tem atingido pessoas jovens. Entres os positivados para COVID-19, 2 tem idade entre 10 e 19 anos; 34 tem idade entre 20 e 29 anos; 59 tem idade entre 30 e 39 anos; 40 tem idade entre 40 e 49 anos; 38 tem idade entre 50 e 59 anos; 42 casos na população com idade entre 60 e 69 anos; além de 18 casos na população com idade entre 70 e 89 anos. Outros 2 casos não têm informação.

                O governo também apresentou os perfil das pessoas que estão em UTI`s e são tratadas com a ventilação mecânica. Na rede privada 90% desses pacientes tem mais de 50 anos, enquanto 10% tem 49 anos de idade ou menos. Na rede pública, 44,5% dos internamentos em UTI`s são de pessoas com 49 anos ou menos; enquanto 55,5% são pessoas maiores de 50 anos.

 

Outras Informações:

O governador contou que teve uma web conferência com o Ministério Público de Santa Catarina – MPSC – Ministério Público do Trabalho – MPT –  e do Ministério Púbico Federal– para que se pudesse alinhar algumas ações em que as instituições possam auxiliar o estado.

Houve também uma reunião da equipe econômica que esteve trabalhando na forma de como garantir o convívio seguro com o vírus e definir o retorno da atividade econômica, estudando o que poderá abrir,  quando acontecerá e como será feito. A reunião contou com a presença dos representantes das atividades econômicas de SC.

Moisés ainda disse que ao conversar com os representantes econômicos, ficou claro que o estado vai ser impactado, não só crise interna de Santa Catarina, decorrente do Coronavírus, mas também devido à crise que acomete outros lugares do mundo, principalmente os países compradores de produtos do estado.

                O governo também informou que está estudando a retomada da educação pública em SC com utilização de tecnologia, porém, que aguarda regulamentação do governo federal.