Carmen Zanotto pede pressa na liberação de recursos do auxílio emergencial

A aprovação do projeto foi concluída na segunda-feira (30) pelo Congresso Nacional, mas ainda precisa passar pela sanção presidencial e pela edição de um decreto de regulamentação para que o pagamento possa começar a ser feito pelo governo.

Por Redação 31/03/2020 - 17:19 hs
Foto: Divulgação
Carmen Zanotto pede pressa na liberação de recursos do auxílio emergencial
Carmen Zanotto no plenário da Câmara

A deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC) defendeu nesta terça-feira (01) medidas que viabilizem rapidamente a distribuição do auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas em situação de vulnerabilidade social e informais que estão sendo afetados pela crise sanitária provocada pelo novo coronavírus.

A aprovação do projeto foi concluída na segunda-feira (30) pelo Congresso Nacional, mas ainda precisa passar pela sanção presidencial e pela edição  de um decreto de regulamentação para que o pagamento possa começar a ser feito pelo governo.

“É necessário que esse auxílio emergencial chegue o quanto antes às mãos dos que mais precisam, que são as pessoas mais afetadas pela pandemia”, afirmou a parlamentar, que é relatora da comissão externa e coordenadora das ações para o enfrentamento do novo coronavírus nos estados do Sul.

O projeto (PL 9236/2017) foi chancelado pela Câmara com emenda apresentada em plenário por vários parlamentares, entre eles a deputada Carmen Zanotto, que estendeu o chamado “coronavoucher” aos idosos que estão com os pedidos de concessão do BPC (Benefício de Prestação Continuada) em análise no INSS.   As pessoas com deficiência também terão direito a receber o auxílio emergencial. Para as mães que são chefes de família, os deputados e senadores aprovaram recebimento de duas cotas do auxílio, totalizando R$ 1,2 mil.

A proposta original da equipe econômica era que o benefício fosse de R$ 200, mas na medida em que foram evoluindo as negociações o Parlamento triplicou este valor. 

Negociação

Durante a votação  Carmen, que é vice-líder do Cidadania, elogiou o convergência partidária em torno do aprimoramento e da aprovação da matéria. “Esta Casa está dando respostas rápidas para atender às necessidades do país”, destacou a  parlamentar.