Entender sentindo...

Por Adriana Bueno de Oliveira 10/08/2020 - 15:54 hs
Entender sentindo...
Ilustração

Muitas vezes nós não precisamos entender uma língua para saber o que se está falando. Há uma linguagem muito superior que existe e que todos nós já nascemos aptos a compreendê-la, embora poucos dêem atenção a ela: é a linguagem do sentir!

Sentimos paz, amor, confiança, serenidade, ‘beleza’, ‘docilidade’, afeto, carinho, ‘santidade’, ‘luz’, Deus presente - e tantas outras coisas, mesmo quando o que é falado seja em outro idioma, ou também mesmo que não haja palavra alguma.

Talvez isso seja um pouco do que são Paulo quis falar quando se referia aos dons espirituais que todos nós possuímos e que temos a capacidade de desenvolver; basta, para isso, treinarmos o nosso estado de consciência no momento presente para, então, captarmos as coisas que estão além dos nossos olhos e do nosso ouvir.

Precisamos dar atenção ao que sentimos quando ouvimos alguma coisa, por exemplo, ou quando aquela voz da nossa intuição nos sinaliza algo. Outro exemplo acontece com algumas pessoas que falam coisas que não gostariam -  ou que mentem. Geralmente essas palavras não nos convencem, não ‘dão fruto’, como diria Jesus, não possuem energia, e nós somos capazes de perceber isso se estivermos conscientes do momento presente e prestando atenção a quem nos fala. É simples, não tem segredo, e a pessoa vai acabar ou se ‘traindo’ ou ‘convencendo’, através do que ela verdadeiramente tem dentro dela.

Um abraço no coração de todos que passarem por aqui!