Você sabe quanto custam os políticos do Brasil?

Publicada originalmente nos Jornais Ótimo e Diário do Planalto

Por Paulo Ricardo Ferreira 30/04/2017 - 12:11 hs
Você sabe quanto custam os políticos do Brasil?
ILUSTRAÇÃO

Você sabe quanto custam os políticos do Brasil?

Após semanas de espera, enfim, retomo esse assunto como o prometido. Talvez você não perceba, mas sabe melhor do que ninguém que os nossos políticos custam uma fortuna. É só olhar para os cupons fiscais e ver o quanto de imposto está acrescido em cada produto, quanto você recolhe para poder renovar o documento do seu carro, quanto você paga para poder ter a sua casa, por exemplo. Pense em todo o esse dinheiro multiplicado pela população do Brasil e daí se pergunte: Ele retorna em prestação de serviço e garantia de bem estar social? Se você também acha que NÃO, bem vindo ao clube. O orçamento do congresso nacional para 2017 é de R$ 10,2 bilhões de reais. É a segunda máquina legislativa mais cara do planeta. São 28 milhões de reais gastos por dia para sustentá-la. Esse valor seria suficiente para pagar um ano de estudos de 11 mil alunos de ensino médio da rede pública ou garantir 1 ANO DE SALÁRIOS para 320 MIL PROFESSORES. Tudo isso só para sustentar o funcionamento do Congresso Nacional. É uma máquina. Para se ter uma ideia mais comparativa, o valor que é arrancado dos bolsos do brasileiro dia a dia (afinal, é você quem paga a conta do congresso) bancaria 1 milhão de novas bolsas do FIES, daria margem para aumentar em 400% as vagas do ProUni, ou ainda financiar os gastos do SUS para 9 milhões de brasileiros.  Separando o shoyu do trigo (apesar de muitos serem farinha do mesmo saco), R$ 5,9 bilhões sustentam a câmara e 4,5 bilhões sustentam o senado, isso dá um gasto total de 11,5 milhões de reais por cada deputado e 55,5 milhões de reais por cada senador. E ainda existem diversos outros números para serem apresentados e que durante o ano abordaremos aqui na coluna. Nossa classe política vive num reino encantado, sem crise, e com uma conta cheia de dinheiro e que não vai se esgotar. Quando alguém ameaça a saúde financeira do tesouro que garante os seus privilégios, reforma-se a previdência, aumentam-se impostos, corta-se recursos de saúde, educação e infraestrutura pública. Mas nós já estamos acostumados! Desde o descobrimento a ordem no Brasil é sustentar, a qualquer custo, os Palácios e Palacetes espalhados território a fora.

Mudando de Assunto

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Canoinhas realizou no fim da semana passada a primeira reunião de 2017 do Colegiado de Governo. Aloísio Salvatti, secretário executivo, abriu o encontro enfatizando a importância das reuniões do Colegiado. “Podemos ter aqui momentos para juntos resolvermos problemas e até evitá-los, num trabalho de parceria, com melhor comunicação e integração entre os órgãos do Estado na região”, frisou na abertura.

Junta Militar

Em cerimonial no Campo de Instrução Marechal Hermes (CIMH) na manhã da última terça-feira, 25, 6 prefeitos foram empossados presidentes das Juntas de Serviço Militar de seus municípios. Três Barras, Porto União, Papanduva, Monte Castelo, Itaiópolis e Bela Vista do Toldo.

Colégio Agrícola

Os vereadores de Canoinhas debateram na última segunda-feira, 24, questões a respeito do Colégio Agrícola Vidal Ramos em Marcílio Dias. Chegaram a ponderar que a estrutura está sucateada.

Frenesi com Marcílio

Já na sessão de terça-feira, 25, o assunto em questão foi a UnC. Solicitaram explicações sobre a estratégia da Universidade em transferir os seus cursos de graduação para unidade de Marcílio Dias e deram a entender que são contra a situação. Na minha humilde opinião, deveriam conhecer melhor a UNC para reconhecer que a estrutura de laboratórios, biblioteca, informática e salas de aula são infinitamente superiores a estrutura encontrada na sede. Então, trata-se de dar mais qualidade à formação acadêmica e há quem diga que os portões da UnC estão sempre abertos.

Já em Três Barras

Após vários apontamentos feitos pelo diretor executivo do SAMASA – Serviço Autônomo Municipal de Água e Saneamento Ambiental, o vereador Marco Antonio, Gorguinho (PMDB), sugeriu que Emílio Gazaniga, ex diretor da autarquia fosse convidado a tribuna para responder as acusações. O vereador Ernani Jr (PSB) se opôs, afirmou que se fosse chamar Gazaniga, também teria de chamar Sidilon Pazda que também ocupou o cargo. Por fim, não irão convidar ninguém.

João Canani

O vereador tem insistido no tema “Reforma da Previdência”. Solicitou apoio para moções de repúdio ao texto apresentado, discursa a favor dos trabalhadores rurais e pede insistentemente aos colegas que façam pressão em suas bases parlamentares para se refutar o projeto que tramita no congresso. Segundo ele: “se vamos conseguir barrar a gente não sabe, mas o importante é fazer a nossa parte”, comenta.

Investimento

 

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Santa Catarina, Carlos Chiodini, esteve em Major Vieira na quinta-feira, 20, onde anunciou que Major Vieira deverá receber a partir do segundo semestre de 2017, mais de R$  1 milhão para investimentos em obras de infraestrutura. Forte Abraço e até a próxima semana.