Perfis Púbicos: Jocimar Jubanski

Gestor Esportivo da Fundação Municipal de Esporte e Lazer

Por Redação 25/02/2017 - 11:18 hs
Foto: Divulgação
Perfis Púbicos:  Jocimar Jubanski
Jocimar Jubanski, 39 anos

Aposentado das quadras, Jocimar Jubanski, 39 anos, assumiu um novo desafio profissional no início
de fevereiro: gerir a Fundação Municipal de Esportes e Lazer (FMEL). Jubanski nasceu em Canoinhas, mas viveu 11 anos na Europa onde atuou como jogador de futsal. Em 2013 retornou ao Brasil participando do então Botafogo Futsal e a da ADCC. O canoinhense jogou Mundial, Champions League, Europeu pela Seleção Italiana.

Jubanski é de um grupo de privilegiados que esteve em duas das melhores seleções do mundo: a brasileira e a italiana. Atleta de prestígio, seu reconhecimento internacional na modalidade nasceu nas escolinhas de base.

Jubanski começou a se destacar no futsal jogando e estimulado pelo saudoso Eloi Bona, nas
competições da Praça Lauro Muller. "Das medalhas que eu mais gosto é uma pequena, a primeira que eu ganhei ali", comenta o esportista. Na época, em 1992, quem levava os alunos para jogarem no domingo pela manhã na praça era o professor de Educação Física dos colégios. "Se você visse, era uma coisa fantástica que nós tínhamos", recorda. Em 1993, Jubanski representou Canoinhas nos Joguinhos.

Ele jogou no adulto e durante um regional em Mafra os gestores de lá convidaram Jubanski para atuar no time da cidade. "Comecei no Mafra Arisco e em 1997 fui para Xaxim, uma equipe profissional", lembra. Jubanski jogou na Tuper, em São Bento, e depois foi para São Paulo e
o Rio Grande do Sul. Foi campeão brasileiro jogando a Taça Brasil – que até o início dos anos 2000
era a competição mais importante que havia no país. Um olheiro do futsal italiano viu Jubanski se
destacar nas competições nacionais e contratou o canoinhense. Na Europa, atuou pelo BNL Roma, Roma Futsal, Luparense, Cagliari, Bisceglie, Lazio, Rieti Real. Defendeu por oito anos a seleção
italiana jogando dois europeus e um Mundial.

E é a partir da própria experiência que Jubanski pretende dar fôlego ao seu trabalho: “nossa
missão é fazer com que os canoinhenses pratiquem esporte”, ressalta. Jubanski, que é pai da Thaís
Eduarda e casado com a Cátia, ressalta que a fundação está se estruturando para oferecer
competições e eventos esportivos à população. Além das competições oficiais, a FMEL também vai
retomar o Campeonato do Interior, Municipal de Campo e os Jogos da Terceira Idade.

Trajetória profissional
Clubes no Brasil
Canoinhas, Mafra de 1994 a 1996, Xaxim em 1997, Tuper de São Bento do Sul em 1998, São Paulo, em
1999, UCS Universidade de Caxias do Sul em 2000, Goiás em 2001, Internacional de Porto Alegre em
2002.

Clubes na Itália
BNL Roma, Roma Futsal, Luparense, Cagliari, Bisceglie, Lazio, Rieti Real

Títulos nacionais
Campeão estadual em Santa Catarina da Especial e Primeirona, campeão Gaúcho , campeão Goiano e campeão Paulista, campeão Metropolitano São Paulo e Porto Alegre, campeão Copa Toper São Paulo, campeão Copa Capão da Canoa, no Rio Grande do Sul, campeão Brasileiro de Clubes (UCS) e campeão brasileiro de Seleções (RS).

Títulos internacionais
Tri campeão Italiano, campeão da Copa Itália, bi- campeão da Super Copa Italiana, campeão do
Torneio Internacional de Roma, campeão do Torneio Internacional de Porto em Portugal, campeão do Torneio Internacional de Tokio Japão.